Sexta-feira, 24 de novembro de 2017
            








Sindsep-DF critica PDV de Temer em audiência na Câmara

01/11/2017


Em audiência pública realizada no dia 31/10, pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados, o secretário-geral do Sindsep-DF, Oton Pereira Neves, criticou o Programa de Demissão Voluntária (PDV) lançado recentemente pelo presidente golpista Michel Temer. “Temos que nos perguntar para que serve o PDV. Para mim é apenas mais uma maneira de jogar a sociedade contra o servidor público e o serviço público, colocando a culpa dos males do governo num fictício inchaço da máquina pública”, afirmou. 

Neves também lembrou que o PDV de FHC foi extremamente ruim para os servidores que aderiram ao programa, especialmente porque muitos foram empurrados pelas suas chefias a sair do serviço público. “Para corrigir essa injustiça é que criamos uma comissão no Sindsep-DF que luta para o retorno dos pdvistas”, afirmou. Ele também ressaltou que o PDV de Temer é ainda pior que o de FHC, pois o pagamento do chamado “incentivo” para a demissão ainda é parcelado.

O secretário-geral ainda lembrou que a cada dia o governo Temer faz uso de uma nova maldade contra o povo. “A mãe dessas maldades é a EC 95 que congelou os gastos em saúde, educação e áreas sociais, mas podemos listar também a lei que libera a terceirização de áreas fins, a reforma trabalhista que entra em vigor dia 11 de novembro, a reforma da previdência em discussão no Congresso e mais recentemente, a MP 805, que suspende os reajustes de cerca de 30 setores do funcionalismo e aumenta alíquota previdenciária. Apenas mais um capítulo do estado de exceção que representa o golpe”, afirmou.

Solicitada pelas deputadas Érika Kokay (PT-DF) e Alice Portugal (PCdoB- BA), e pelo deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA), a audiência também discutiu o assédio moral no serviço público. A deputada Érika Kokay que conduziu a mesa do debate pontuou que não é função do Estado criar condições para empurrar o servidor público para a iniciativa privada e questionou se o governo serve ao mercado privado ou ao povo. “Certamente, esse governo que aí está ao povo não serve”, concluiu, lembrando que o governo lançara naquele momento uma medida provisória que aumentava a alíquota do FIES e beneficiava a iniciativa privada.

Fonte: Imprensa Sindsep-DF



    




» Voltar » receber o boletim eletrônico » Encaminhar » Imprimir


  Mais Notícias
 14/11/2017 - Câmara dos Deputados homenageia os 30 anos do Sindsep-DF
 14/11/2017 - Sindsep-DF e mais de 30 entidades reafirmam o Fora Temer em Dia Nacional de Luta
 14/11/2017 - Funasa/MS Cedidos: servidores em luta pela equiparação da PASUS
 06/11/2017 - Governo Temer: a cada dia um novo golpe
 30/10/2017 - Sindsep-DF participa de audiência pública sobre PDV na Câmara
[ + ] mais notícias
   
 SBS Qd. 01 Bloco "K" - Ed. Seguradoras 16º e 17º andares CEP: 70 093-900 Brasília/DF Tel.: (61) 3212 1900 Fax: 3225 0699