Terça-feira, 14 de agosto de 2018
            








Trabalhadores do HUB avaliam proposta do governo em assembleia hoje, às 9h

07/06/2018


Em greve desde a terça-feira (5/06), os trabalhadores da EBSERH lotados no Hospital Universitário de Brasília (HUB) realizam assembleia hoje, às 9h, para deliberar sobre a mais recente proposta do governo apresentada pela EBSERH e o MEC à Condsef/Fenadsef no final do primeiro dia de greve. 

Nesta proposta, o reajuste para o ACT 2017/2018 é de 100% do IPCA do período, condicionado ao pagamento de 70% do passivo, parcelado em duas vezes, sendo a primeira parcela de 50% com pagamento na folha de julho de 2018 e a outra metade na folha de dezembro de 2018. Já para o  ACT 2018/2019 o reajuste é de 70% do IPCA do período, 100% do passivo (1º de março de 2018). 

A proposta ainda prevê a inclusão do intervalo mínimo de 30 minutos para os empregados da área administrativa que cumprem jornada de 8 horas, o retorno dos dois dias de abono anual (regras a serem discutidas e sujeitas à aprovação do ministro da Educação) e a  reinstalação da Mesa Nacional de Negociação Permanente.

:: Trabalhadores já rejeitaram outras duas propostas da empresa
Além da atual, a direção da EBSERH já apresentou outras duas propostas. A primeira é no dia 17 de maio, oferecia para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 um reajuste referente a 60% do valor do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), condicionado à retirada do processo de dissídio referente ao ACT 2017/2018 que encontra-se no Tribunal Superior do Trabalho. Já para o ACT 2017/2018, a empresa propôs pagar 100% do INPC, com efeitos financeiros restritos e retroativo a apenas dois meses (janeiro e fevereiro de 2018). A proposta foi rejeitada em assembleia dos trabalhadores no dia 22/05.

Em 25/05, a direção da empresa apresentou nova  proposta que mantinha os termos anteriores para os ACTs 2018/2019 e 2017/2018, acrescido de bônus financeiro no valor de R$ 1.800,00. A proposta mantinha o condicionamento à retirada do processo de dissídio coletivo do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A proposta foi novamente rejeitada em assembleia realizada no dia 30 de maio, a mesma que aprovou a adesão à greve nacional  da categoria.

A campanha salarial dos trabalhadores da EBSERH foi lançada no dia 18 de janeiro. A data-base da categoria é em 1º de março. 

:: Empregados da sede suspendem a greve
Em assembleia ontem, os empregados públicos da EBSERH lotados na sede aprovaram a proposta do governo apresentada em 05/06 e decidiram suspender a greve até a segunda-feira (11/06), para aguardar a decisão dos trabalhadores das demais unidades da empresa no Brasil. O setor voltou ontem mesmo ao trabalho.  

:: Liminar do TST
O Tribunal Superior do Trabalho (TST) deferiu liminar à pedido da EBSERH no dissídio coletivo referente ao ACT 2017/2018, determinando que a Condsef/Fenadsef garantam a manutenção de, no mínimo, 80% dos empregados públicos lotados na sede e em cada uma das unidades hospitalares, inclusive nas áreas administrativas, e de 100% dos trabalhadores nas unidades de terapia intensiva, urgência e mergência e áreas afins, durante o período da greve. A liminar ainda fixa multa de R$ 200 mil para caso de descumprimento. 


Fonte: Diário da Greve Nº 2



    



 Arquivos para baixar
Diário da Greve nº 2



» Voltar » receber o boletim eletrônico » Encaminhar » Imprimir


  Mais Notícias
 09/08/2018 - Programação Dia do Basta!
 09/08/2018 - Reajuste da magistratura em nome da recuperação da dignidade é um deboche
 08/08/2018 - Funasa/MS Cedidos: Sindsep-DF busca correção das lotações dos servidores
 02/08/2018 - 10 de agosto: Dia do Basta!
 31/07/2018 - Sindicato convoca servidores para assembleia-geral
[ + ] mais notícias
   
 SBS Qd. 01 Bloco "K" - Ed. Seguradoras 16º e 17º andares CEP: 70 093-900 Brasília/DF Tel.: (61) 3212 1900 Fax: 3225 0699