Sábado, 17 de novembro de 2018
            







Sigamos em defesa dos servidores e do serviço público!

30/10/2018

Nota oficial do Sindsep-DF sobre o resultado das eleições de 2018

Apesar do resultado das eleições presidenciais, um aspecto positivo da campanha eleitoral e que merece destaque é o empenho da direção e dos funcionários do Sindsep-DF na defesa dos servidores, do serviço público, dos direitos e da democracia, o que certamente contribuiu para a expressiva votação do candidato que tinha compromisso com esses temas. Dos 147.305.115 eleitores, 39,23% dos votos foram para o candidato eleito; 31,93% para Fernando Haddad; e 28,84% de votos brancos, nulos e abstenções.

Com esse resultado, saímos da campanha eleitoral de cabeça erguida e com moral política para organizar a resistência aos ataques que o presidente eleito promete realizar contra os nossos direitos e conquistas, visto que Bolsonaro representa a continuidade e o aprofundamento do governo do golpista Temer.

Para isso, a Diretoria Executiva do Sindsep-DF conclama todos os trabalhadores do setor público, inclusive os terceirizados – por meio de  seus sindicatos – para juntos organizarmos a luta contra o desmonte do Estado.

É inaceitável a proposta de fusão dos Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, com o objetivo explícito de extinguir as funções de fiscalização e de proteção ao meio ambiente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

Da mesma forma que é esdrúxula a proposta de criação do Ministério do Entretenimento, fusão entre os Ministérios da Cultura, do Esporte e do Turismo; dentre outros absurdos propostos pelo presidente eleito.

Neste momento, também é de suma importância manter a luta pela revogação da Emenda Constitucional 95/2016, para que possamos ter nossos salários descongelados e ampliar os investimentos no serviço público; bem como da Reforma Trabalhista (Lei 13.467/2017) e da terceirização sem limites (Lei 13.429/2017 e Decreto nº 9.507/2018); e contra a Reforma da Previdência, a qual pode entrar em votação ainda este ano.

Outras tarefas imediatas são continuar a luta em defesa da democracia e dos direitos dos servidores e pela liberdade do ex-presidente Lula. Ressaltamos que a manobra judicial para impedir a sua candidatura, assim como a sua condenação sem provas, integra o golpe político-jurídico-midiático iniciado com o impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016.

Por isso, nos próximos dias será convocada a eleição das Seções Sindicais, garantia da presença do sindicato nos locais de trabalho, além de uma reunião do Comitê dos Servidores Federais em Defesa da Democracia e Pela Liberdade Imediata de Lula. Participe!

Vamos à luta!

Diretoria Executiva do Sindsep-DF

Brasília, 30 de outubro de 2018

Publicado como Editorial do EG 477



    




» Voltar » receber o boletim eletrônico » Encaminhar » Imprimir


  Mais Notícias
 12/11/2018 - Servidores organizam luta contra desmonte dos museus e universidades
 12/11/2018 - Trabalhadores rejeitam proposta para transformar HFA em instituto ou similar
 12/11/2018 - Agentes de Vigilância: Categoria quer manter escala de 12x36 horas
 12/11/2018 - Agentes de Vigilância: Categoria quer manter escala de 12x36 horas
 12/11/2018 - Sindsep-DF cria comissão para organizar a luta pela aposentadoria especial
[ + ] mais notícias
   
 SBS Qd. 01 Bloco "K" - Ed. Seguradoras 16º e 17º andares CEP: 70 093-900 Brasília/DF Tel.: (61) 3212 1900 Fax: 3225 0699