Segunda-feira, 17 de dezembro de 2018
            






Diário da Greve nº 1
1º dia de greve força governo a apresentar nova proposta

06/06/2018




Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH inicaram ontem (5/06) uma greve nacional com grande adesão dos empregados públicos lotados no DF e em 9 estados brasileiros. Como resultado, o governo apresentou uma nova proposta que será avaliada hoje em assembleia. A greve foi aprovada em assembleia conjunta do Sindsep-DF e do SindserH-DF no dia 30/05, que contou com a participação de mais de 200 trabalhadores que aprovaram a adesão à paralisação com apenas um voto contrário e uma abstenção

Em reunião no final da tarde de ontem, com o secretário-geral da Condsef/Fenadsef, Sérgio Ronaldo, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, e o presidente da EBSERH, Kleber Morais, apresentaram a seguinte proposta:

a) Para o ACT 2017/2018: reajuste de 100% do IPCA do período, condicionado ao pagamento de 70% do passivo, parcelado em duas vezes, sendo a primeira parcela de 50% com pagamento na folha de julho de 2018 e os outros 50% pagos na folha de dezembro de 2018;

b) Para o ACT 2018/2019: reajuste de 70% do IPCA do período, 100% do passivo (1º de março de 2018);

c) inclusão do intervalo mínimo de 30 minutos para os empregados da área administrativa que cumprem jornada de 8 horas e retorno dos dois dias de abono anual, com regras a serem discutidas e sujeitas à aprovação do ministro da Educação;

d) reinstalação da Mesa Nacional de Negociação Permanente.

A proposta foi encaminhada pela Condsef/Fenadsef para deliberação dos trabalhadores em todo o Brasil. A resposta da categoria será apresentada pelos sindicalistas em nova reunião hoje, às 17h, na EBSERH.

:: Greve no HUB

No primeiro dia da greve, os trabalhadores do Hospital Universitário de Brasília (HUB) se concentraram durante todo o dia no acampamento da greve, próximo à administração do hospital. Em assembleia às 14h, o setor rejeitou por unanimidade a proposta unificada do Tribunal Superior do Trabalho (TST) para os Acordos Coletivos de Trabalho 2017/2018 e 2018/2019, ratificando a decisão de manter a greve por tempo indeterminado.

De acordo com o secretário-geral do Sindsep-DF, Oton Pereira Neves, a proposta tem pelo menos cinco pontos negativos: 1) Utiliza o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) para a base de cálculo do reajuste no lugar do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo); 2) Assegura apenas 80% do INPC para 2018; 3) Deixa de repassar 30% do retroativo de 2017; 4) Transfere o pagamento da segunda parcela do retroativo de 2017 para março de 2019; 5) Condiciona o abono de dois dias a uma justificativa do trabalhador, o que implicará na boa vontade da chefia para a concessão do benefício.

:: Greve na Sede

Os trabalhadores da sede decidiram não comparecer ao trabalho no dia de ontem, sem instalar o acampamento da greve para evitar a pressão da direção e constrangimentos. Mas hoje, o setor deve realizar assembleia ao longo do dia para avaliar o movimento e deliberar sobre a nova proposta do governo.

:: Adesão à greve

A EBSERH conta hoje com mais de 28 mil empregados em todo o Brasil. Além de Brasília, mais 17 unidades localizadas nos estados da Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins se mantêm na greve.

Acesse o álbum de fotos aqui

Fonte: Diário da Greve Nº 1



    



 Arquivos para baixar
DIÁRIO DA GREVE_Nº 1



» Voltar » receber o boletim eletrônico » Encaminhar » Imprimir


  Mais Notícias
 11/12/2018 - Cerimônia de posse dos Delegados Sindicais
 27/11/2018 - Organização Sindical: 30 novas Seções Sindicais são eleitas na primeira etapa do pleito
 22/11/2018 - Nota de pesar
 21/11/2018 - Confira os locais de votação e a lista de candidatos para as Seções Sindicais
 20/11/2018 - Nota repúdio
[ + ] mais notícias
   
 SBS Qd. 01 Bloco "K" - Ed. Seguradoras 16º e 17º andares CEP: 70 093-900 Brasília/DF Tel.: (61) 3212 1900 Fax: 3225 0699