Vigília pelo aumento da contrapartida da assistência à saúde

Campanha Salarial 2019

Vigília pelo aumento da contrapartida da assistência à saúde

O Sindsep-DF convida todos os servidores da sua base para participarem de vigília na sexta-feira, dia 7, em frente ao Ministério da Economia (bloco C), a partir das 14h. A atividade é para acompanhar a reunião da Condsef com representantes do governo que vai tratar da pauta de reivindicações unificada do funcionalismo.

Um dos itens que serão negociados é o aumento da contrapartida do governo a assistência à saúde. A reivindicação é que a conta seja dividida igualmente, com o governo assumindo 50% do custo do plano de saúde.

O último reajuste da contrapartida a assistência à saúde foi em 2016, fruto da Campanha Salarial do ano anterior. O reajuste médio naquela ocasião foi de 22,61%: a per capta que variava de R$ 82,83 a R$ 167,70 passou a ter variação de R$ 101,56 a R$ 205,63, de acordo com a faixa etária e o valor da remuneração do beneficiário.

Em abril, a Condsef apresentou ao Ministério da Economia a proposta de tabela elaborada pela subseção do Dieese, nos moldes do que determina a Agência Nacional de Saúde (ANS), a tabela redefine valores de contrapartida por faixa etária.

CONFIRA PROPOSTA PARA NOVA TABELA

O secretário-geral do Sindsep-DF, Oton Pereira Neves, ressalta que com a alta do valor dos planos de saúde – mesmo os de autogestão, como GEAP e Capesaúde –, o governo chega a custear em alguns casos apenas 10% do valor da mensalidade. “Atualmente, a contrapartida do governo representa menos de 10% do valor total do plano de saúde do servidor. Em um plano de R$ 1.817,99, por exemplo, a contrapartida do governo é de R$ 137,09. Ou seja, apenas 7,54% do valor total”, comenta Neves.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *